(44) 3023-8909 [email protected] Segunda a Sexta das 08:00 ás 18:00
Noticia4

Brasil inaugura projeto piloto de usina solar flutuante

A hidrelétrica de Balbina, em Presidente Figueiredo (AM), tem capacidade instalada de 260 MW, mas entrega menos da metade desta energia em virtude do baixo nível de seu reservatório. Para abastecer a população local de maneira mais satisfatória, a nova aposta da usina está na energia solar.

Neste mês, por meio de um projeto piloto pioneiro no País, foram instaladas placas fotovoltaicas no lago da usina. Nesta primeira fase, a produção será de 1 megawatt (MW) de energia, mas até outubro de 2017 a previsão é que a potência seja ampliada para 5 MW, numa área equivalente a cinco campos de futebol, e com energia suficiente para abastecer cerca de 9 mil residências.

De acordo com o ministro de Minas e Energias, Eduardo Braga, projetos como este podem trazer uma série de benefícios para as suas regiões:

“Utiliza a nossa infraestrutura ociosa em subestação e linha de transmissão existentes e que nós vamos poder suplementar com energia solar com custo muito reduzido, fazendo com que tenhamos eficiência energética, segurança energética, melhor gestão hídrica dentro dos nossos reservatórios, e ao mesmo tempo baratear a energia para que a tarifa de energia elétrica seja mais barata em nosso País”.

Os flutuadores da primeira etapa foram produzidos em Camaçari, na Bahia, e os próximos serão fabricados no Amazonas. Um projeto semelhante, deve ser anunciado, em breve, na Hidrelétrica de Sobradinho, na Bahia, por meio de uma parceria entre a Eletronorte e a Chesf.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *